Junichi Masuda fala sobre B2&W2, gráficos 3D, MMO, Snap e mais!

    Compartilhe
    avatar
    Eduardo Trigo
    GB Administrador
    GB Administrador

    Pontos : 348
    Level : 0

    Junichi Masuda fala sobre B2&W2, gráficos 3D, MMO, Snap e mais!

    Mensagem por Eduardo Trigo em Ter Set 18, 2012 10:09 am



    #1 Entrevista

    Durante minha entrevista com o produtor de Pokémon Black 2 & White 2, Junichi Masuda, olhei meu Twitter para ver o que os fãs da série gostariam de saber dele, e quase todos tinham a mesma pergunta: Por que Pokémon Black 2 & White 2 estão no velho Nintendo DS e não no novo e brilhante 3DS?

    No final das contas, a resposta para essa pergunta revela uma das partes fundamentais do processo de desenvolvimento de cada Pokémon novo: decidir o público alvo do jogo.

    "O objetivo principal é fazer com que o máximo de pessoas possível possam jogar o jogo," explica Masuda. "Com o Nintendo DS, temos o portátil que grande parte das pessoas ao redor do mundo possuem." Masuda disse que a equipe também quis se assegurar de que quem jogou as versões originais jogassem a sequência. "Aqueles que jogaram Black & White podem não ter um 3DS, mas com certeza jogaram em um DS."

    Masuda disse que a a escolha do público também ajuda os desenvolvedores a definir que elementos do jogo utilizar.

    "Há alguns aspectos em HeartGold e SoulSilver que foram deixados de lado de propósito em Black 2 & White 2 [pokés seguindo]," ele disse. "HeartGold & SoulSilver foram focados no público que jogou Gold & Silver há muito tempo atrás. É uma celebração e comemoração desses jogos. Com esse público alvo, podemos fazer coisas que deixaram essas versões mais interessantes mas que talvez não fizesse tanta diferença para os jogadores novos [Como se alguém fosse contra pokémons seguindo né?"

    Esse equilíbrio entre novatos e veteranos se torna ainda mais acentuado conforme o lado competitivo da série continua a crescer. Masuda disse que ele se foca mais nos aspectos single-player dos jogos, enquanto outros funcionários da Game Freak investem pesado no sistema de batalha e elementos competitivos.

    Uma das formas que eles usam para deixar esses nichos [jogadores casuais x jogadores competitivos] parelhos é através das aparências.

    "Existem muito pokémons fofos e muitos pokémons muito fortes," disse Masuda. "Muitas vezes, eles parecem fofos porque não são muito fortes, ou são fortes em batalha mas não parecem muito amigáveis. Quando criamos golpes, estratégias e parâmetros para cada um dos personagens, sempre levamos em conta como eles parecem e o que seria realista para tal personagem. Sempre tentamos pensar neles como criaturas vivas."

    De acordo com Masuda, a equipe da Game Freak decidiu transformar Black 2 & White 2 na primeira sequência oficial no universo Pokémon devido à forte conexão dos personagens únicos do primeiro jogo.

    "Mesmo com a história de Black & White concluída da sua própria forma, muitos funcionários queriam trabalhar mais com esses personagens," ele disse.

    "Nós pensamos em como isso poderia intimidar jogadores novos", Masuda admite. "Nós focamos em fazer o jogo acessível aos jogadores novos e aos antigos da mesma maneira. O protagonista é completamente diferente. Há uma nova cidade [ele diz no singular, então deve ser porque a cidade do início é outra] e percusso do jogo é completamente diferente de Black & White."

    Ele completa dizendo que haverão referências para os jogos originais que irão gerar uma experiência mais profunda para os que jogaram sem tirar nada para os que não jogaram [Black & White, no caso].

    Podemos contar com mais sequências - talvez até Black 3 & White 3? Masuda deu uma resposta vaga. "Se no futuro pensarmos em continuar, talvez o jogo tenha uma continuação. Mas estamos satisfeitos em como Black 2 & White 2 acabaram, então talvez não."

    Black 2 & White 2 também incorpora um mecanismo na gameplay que a equipe queria utilizar nas versões originais mas não teve tempo: o key system. Além de trocar pokémons, os jogadores agora podem trocar keys entre os dois jogos que abrirão bônus nas suas versões opostas.

    Masuda dá um exemplo: "Se você completar Black 2, você ganha uma key. Dando essa key para alguém que está jogando White 2 [mas não terminou], eles podem diminuir a dificuldade do jogo. A ideia é que, se amigos estão jogando o jogo e um termina primeiro, possa ajudar o outro deixando o jogo mais fácil."

    Voltando ao assunto da escolhe do console, Masuda me explicou que Pokémon é dividida entre três empresas: Game Freak, Creatures e Nintendo. Masuda diz que, mesmo com o investimento dividido, ninguém os força a produzir para um console ou um portátil, então é a Game Freak que decide quando irão produzir para o 3DS. O número de usuários do 3DS ainda é uma preocupação.

    "Nós vemos Pokémon como uma ferramenta de comunicação," disse Masuda. "É importante que muitas pessoas tenham o mesmo hardware, para que possam jogar com os outros."

    "O 3DS tem muitos dispositivos legais," ele complementa. 'O 3D, as novas funções de network - nós poderíamos nos desafiar com esse console, então estamos o observando. Estamos muito interessados."

    Eu também perguntei sobre o interesse da Game Freak no novo console da Nintendo, o Wii U, me referindo a possibilidade de produzirem um Pokémon Snap utilizando o GamePad. Masuda não parece interessado no meu pedido.

    "A fotografia não está pouco difundida hoje em dia," ele diz. "Hoje todos tem uma câmera e podem tirar fotos onde e quando quiserem. Lançar um Pokémon Snap nesse sentido não seria tão interessante. Talvez haja uma outra ideia, entretanto."

    Talvez eles tenham outra coisa planejada para o Wii U.

    "Seria muito legal se você pudesse jogar Black 2 & White 2 no Wii U," diz Masuda com uma risada tão alta que não tenho certeza se é uma dica ou uma piada.

    Antes que a entrevista acabe, eu pergunto a Masuda sobre a história fantasma de Pokémon Black, um rumor/hack criado pelos fãs antes mesmo de Pokémon Black ser anunciado. Mesmo sendo fake, é uma história brilhante, uma das minhas histórias de terror favoritas relacionadas a jogos. Segundo a história, existe uma versão de Pokémon Red onde um pokémon chamado Ghost amaldiçoa e mata os oponentes.

    Masuda diz que nunca leu a história, mas já viu algumas screenshots falsas dela. Ele me promete que irá lê-la. "Vou dar uma olhada nela, quando estiver claro lá fora".


    #2 Entrevista

    Qual a razão de vocês terem feito uma sequência de Black & White ao invés de algo como Pokémon Gray?


    Quando estávamos finalizando as versões Black & White, os funcionários da Game Freak acharam que personagens como N e Ghetsis eram muito interessantes e estavam curiosos para saber o que aconteceu com estes personagens depois do fim do jogo. Disso nós tiramos a ideia de talvez continuar essa história. Nós pensamos que talvez poderíamos expandir um pouco essa história. Levamos a ideia à diante e, depois de falar com o Sr. Unno [Takao Unno é um dos designers da franquia], nós decidimos contá-la dois anos depois na mesma região e nós vimos isso - nós nunca fizemos uma sequência em Pokémon, não uma sequência direta - como uma chance de nos desafiarmos em algo novo.[/b]

    Por que continuar com o DS? Por que não migrar os novos Pokémons para o 3DS?

    Primeiro, sendo uma sequência direta de Pokémon Black & White, nós queríamos ter certeza que todas as pessoas que jogaram as versões originais pudessem jogar a sequência. Talvez nem todos eles possuam um Nintendo 3DS, mas eles definitivamente tem um Nintendo DS se jogaram as primeiras versões [*COF* Desmume *COF*]. E mais, o Nintendo DS é um console possuído por quase todas as pessoas ao redor do mundo. Muitas crianças e muitos jogadores do mundo inteiro possuem um Nintendo DS, então se queríamos o máximo de pessoas jogando os jogos só faria sentido fazê-los para o Nintendo DS. Entretanto, não queríamos que apenas as pessoas que jogaram as versões originais jogassem os jogos. Queríamos ter certeza que fosse uma experiência prazerosa para novatos também. Também queríamos que os jogos pudessem se comunicar com as versões Black & White e dessa vez fez mais sentido colocá-los no Nintendo DS. Porém, nós também queríamos fazer uma surpresa para os donos do Nintendo 3DS, então desenvolvemos o aplicativo Pokémon Dream Radar que está disponível na Nintendo eShop. É meio que um jogo complementar que conta com uma gameplay mais dinâmica, onde você captura pokémons utilizando o giroscópio e a realidade aumentada do Nintendo 3DS. Como os jogos do Nintendo DS podem ser jogados no 3DS, você pode passar os pokémons que capturou no Dream Radar para sua versão de Pokémon Black 2 ou White 2. Achamos que isso seria muito interessante.

    Em Pokémon Black & White, temos sprites e polígonos. Você está interessado em um jogo completamente poligonal no futuro?

    Definitivamente há bons aspectos tanto no 3D como no 2D. Se você observar, verá como Pokémon é legal como ilustração 2D e, nos jogos, para os personagens, um dos fatores que determinam usarmos sprites é porque queremos que eles tenham um look mais cartunesco [a palavra comical pode ser tanto cômico quando cartunesco], que pareça com um desenho, e é isso que queremos fazer com os jogos de Pokémon. Se fosse possível adaptar o estilo atual para o 3D, faríamos isso sem problemas, seria até algo que gostaríamos. Entretanto, não podemos pensar apenas nos gráficos. A jogabilidade e o controle do personagem é muito importante para nós. Há, definitivamente, uma sensação ao controlar personagens em 2D. Talvez se mudássemos para o 3D essa sensação mudaria também.

    Com que frequência você escuta os fãs ou a imprensa perguntarem sobre a possibilidade de um Pokémon MMO?

    Em termos de frequência, eu tenho Twitter e me perguntam de vez em quando, mas não é tão seguido - dos fãs, pelo menos. Me parece que nem todos os fãs estão interessados em um jogo online dessa maneira [bingo!]. É mais frequente a imprensa me fazer perguntas do tipo "Vocês farão uma versão online de Pokémon?". Se você está jogando com alguém que mora muito longe, usar a internet dessa maneira é uma ótima opção que funciona nesse sentido, mas em Pokémon, nós queremos focar na comunicação cara-a-cara, e comunicação local, ou seja, jogar com pessoas no mesmo ambiente. Um exemplo disso pode ser os jogos Olímpicos, que atrai pessoas de todas as partes do mundo. Mesmo gostando das possibilidades online e as disponibilizando em nossos jogos, encorajar essa comunicação mais cara-a-cara é algo que queremos continuar a promover com nossos jogos.

    Os rugidos dos pokémons continuam praticamente os mesmos desde o começo. Isso é algo que nunca vai mudar? Teremos rugidos novos?

    Fui eu que fiz os rugidos nas primeiras versões de Pokémon e, com o tempo, mesmo que você não perceba, eles mudaram. Mesmo mudando, os deixamos diferentes dos rugidos do anime.

    Vocês já consideraram acelerar as batalhas, talvez incorporando mais ação ou botões por timing como os presentes em Mario RPG?


    Quando estávamos fazendo os jogos originais, Red & Blue, testamos muitas coisas, muitos sistemas de batalha diferentes e aspectos de batalha diferente. Nós pensamos até mesmo em nos livrarmos do conceito de HP [Pokémon seria AINDA mais fácil? o-o]. Mas acabamos optando por o sistema atual pois queríamos algo que qualquer um pode jogar. Qualquer pessoas pode jogar Pokémon e gostar da experiência. Se tivéssemos uma jogabilidade com mais ação, ou até mesmo botões com timing, talvez dificultasse para algumas pessoas, principalmente para quem não está acostumado a jogar video games. A ideia de batalhar e pensar cuidadosamente nos golpes que você quer usar, para realmente ter as melhores estratégias em batalha é algo que valorizamos muito em Pokémon.


    Nos campeonatos [Pokémon World Championship, no caso], há um tempo para você escolher que golpe usar. Essa é uma maneira das batalhas serem aproveitadas pelos jogadores de alto nível, já que existe um limite de tempo. Semelhante ao xadrez, queremos que os jogadores tenham tempo suficiente para pensar sobre que golpe querem usar, e não que se sintam pressionados, por isso acredito que esse sistema de batalha funciona. É o que acreditamos ser o melhor para Pokémon, pelo menos por enquanto.

       
      Siga!          Curta!


    Fontes: http://www.theverge.com/gaming/2012/9/17/3348288/pokemon http://www.gameinformer.com/b/features/archive/2012/09/17/gamefreak-talks-pok-233-mon-s-first-numbered-sequel.aspx

      Data/hora atual: Sab Nov 18, 2017 12:52 pm